12/04/2016

Autoridade tributária alvo de buscas

Autoridade tributaria buscas pj













Operação TaxFree:

Cerca de 200 polícias da Pj e mais de uma dezena de detidos...
Director de serviços da Autoridade Tributária entre suspeitos de "factos susceptíveis de integrarem crimes de corrupção passiva e activa", segundo a PGR.

O Ministério Público e a PJ procederam, esta terça-feira, “a mais de uma dezena de detenções”, relacionadas com suspeitas de corrupção nas Finanças.

Para tanto, estão a ser efectuadas “cerca de 100 buscas domiciliárias e não domiciliárias na zona da Grande Lisboa, designadamente a escritórios de advogados, empresas e também a postos de trabalho na Autoridade Tributária”, segundo o comunicado da Procuradoria-Geral da República.

Segundo o documento, “neste processo investigam-se factos susceptíveis de integrarem crimes de corrupção passiva e activa, nele figurando como suspeitos técnicos de administração tributária, inspectores tributários, chefes de finanças, um director de serviços da Autoridade Tributária, um director de finanças adjunto, um membro do Centro de Estudos Fiscais e Aduaneiros, advogados, técnicos oficiais de contas e empresários”.

“Em causa estão alegadas ligações que terão sido estabelecidas entre alguns suspeitos, funcionários da Autoridade Tributária, e técnicos oficiais de contas, advogados, empresários, outros prestadores de serviços na área tributária e contribuintes que se mostrassem dispostos a pagar quantias monetárias ou outros proventos para que lhes fosse fornecida informação fiscal, bancária ou patrimonial de terceiros e consultadoria fiscal”, acrescenta o documento.

ler o resto na TVI 24




.

0 comentários:

Enviar um comentário